Bula - Zopiclona

Marcadores:

Indicações de Zopiclona

Insônia (uso limitado para curtos períodos).

Efeitos Colaterais de Zopiclona

Sensação de boca amarga ou seca. Náusea e vômito. Hipotonia muscular. Sonolência matinal. Sensação de embriaguez. Cefaléia. Astenia. Reações paradoxais: agressividade, irritabilidade, excitação e depressão. Incoordenação, alucinações, pesadelos, amnésia, cefaléia e dependência. Reações de hipersensibilidade (erupção cutânea, urticária, eritema, angioedema e reações anafilactóides).

Como Usar (Posologia)

Individualizada. Pode ser iniciada com 3,75mg VO, ao deitar. Dose máxima de 15mg/dia.

Contra-Indicações de Zopiclona

Hipersensibilidade ao fármaco. Insuficiência respiratória severa. Gravidez. Lactação. Crianças com menos de 15 anos.

Precauções

Evitar o uso nos casos de insuficiência hepática e renal, idosos, história de abuso de drogas, doenças psiquiátricas.

Evitar dirigir ou usar máquinas que necessitem de atenção.

Modo de Uso (Posologia) de Zopiclona

Individualizada. Pode ser iniciada com 3,75mg VO, ao deitar. Dose máxima de 15mg/dia.

Forma(S) Farmacêutica(S)

1) Comprimido Revestido 7,5 mg ( Apotex, Arrow )

Interações

Álcool, analgésicos opióides e anestésicos aumentam o efeito sedativo.

Eritomicina inibe o metabolismo, ocasionando profunda sedação.

Referência(S)

Imovane (Aventis)

Laboratórios

Apotex, Arrow

Bula - Tobramicina

Marcadores:

Indicações de Tobramicina

Infecções bacterianas externas dos olhos e anexos sensíveis à tobramicina.

Efeitos Colaterais de Tobramicina

Toxicidade ocular localizada e hipersensibilidade, inclusive prurido, inflamação das pálpebras e hiperemia conjuntival.

Como Usar (Posologia)

Casos leves a moderados: instilar 1 a 2 gotas no olho afetado a cada 4h.

Infecções graves: instilar 2 gotas no olho afetado de hora em hora, até obter melhora. A partir desse momento, reduzir gradativamente a freqüência das instilações antes da sua suspensão.

Contra-Indicações de Tobramicina

Pacientes com hipersensibilidade à tobramicina e aos aminoglicosídeos. Lactação.

Precauções

Restringir uso na gravidez a casos em que é indispensável.

Suspender amamentação.

Modo de Uso (Posologia) de Tobramicina

Casos leves a moderados: instilar 1 a 2 gotas no olho afetado a cada 4h.

Infecções graves: instilar 2 gotas no olho afetado de hora em hora, até obter melhora. A partir desse momento, reduzir gradativamente a freqüência das instilações antes da sua suspensão.

Forma(s) Farmacêutica(s)

1) Solução Oftálmica 0,3 % ( Biosintética )
2) Solução Oftálmica 0,3 pcc ( Alcon, Cristália )

Interações

Uso simultâneo de outras drogas nefrotóxicas, incluindo outros aminoglicosídeos, vancomicina, algumas das cefalosporinas, ciclosporinas e cisplatinas. Drogas potencialmente ototóxicas como ácido etacrínico ou talvez a furosemida podem aumentar o risco de toxicidade dos aminoglicosídeos. Tem-se sugerido que o uso simultâneo de antieméticos como dimenidrinato pode mascarar os primeiros sintomas da ototoxicidade vestibular.

Cuidado também é necessário se outras drogas com ação de bloqueio neuromuscular são administradas concomitantemente. As propriedades de bloqueio neuromuscular dos aminoglicosídeos podem ser suficientes para provocar sérias depressões respiratórias em pacientes recebendo anestésicos em geral e opióides.

Laboratórios

Alcon, Biosintética, Cristália

Bula - Tioconazol

Marcadores: ,

Indicações de Tioconazol

Tinea corporis, Tinea pedis e Tinea versicolor. Candidíase cutânea. Pitiríase versicolor e eritrasma. Infecções cutâneas causadas por fungos (dermatófitos e leveduras) suscetíveis.

Efeitos Colaterais de Tioconazol

Sintomas de irritação local, geralmente leves e transitórios.

Como Usar (Posologia)

Creme dermatológico: aplicar 1 a 2 vezes ao dia, suavemente, nas áreas cutâneas afetadas e adjacentes. Em áreas intertriginosas, para evitar maceração da pele, aplicar em camadas finas espalhando bem.

Loção: aplicar 1 a 2 vezes ao dia, suavemente, nas áreas cutâneas afetadas e adjacentes, usando os dedos ou um cotonete.

Duração da terapia:
Pitiríase versicolor: 10 dias.

Tinea pedis: até 6 semanas.

Outros dermatófitos, candidíase e eritrasma: 2 a 4 semanas.

Contra-Indicações de Tioconazol

Hipersensibilidade aos imidazólicos.

Precauções

Evitar contato com os olhos.

Modo de Uso (Posologia) de Tioconazol

Creme dermatológico: aplicar 1 a 2 vezes ao dia, suavemente, nas áreas cutâneas afetadas e adjacentes. Em áreas intertriginosas, para evitar maceração da pele, aplicar em camadas finas espalhando bem.

Loção: aplicar 1 a 2 vezes ao dia, suavemente, nas áreas cutâneas afetadas e adjacentes, usando os dedos ou um cotonete.

Duração da terapia:
Pitiríase versicolor: 10 dias.

Tinea pedis: até 6 semanas.

Outros dermatófitos, candidíase e eritrasma: 2 a 4 semanas.

Forma(S) Farmacêutica(S)

1) Creme Dermatológico 10 mg/g ( EMS, Eurofarma, Medley, Prati-Donaduzzi )
2) Loção 10 mg/g ( Medley, Prati-Donaduzzi )
3) Loção Dermatológica 10 mg/g ( EMS )
4) Pó Dermatológico 10 mg/g ( EMS )

Interações

Não há relatos de interação com tioconazol tópico.

Referência(S)

Tralen (Pfizer)

Laboratórios

EMS, Eurofarma, Medley, Prati-Donaduzzi

Bula - Tenoxicam

Marcadores: ,

Indicações de Tenoxicam

Doenças reumáticas crônicas, como:
artrite reumatóide, osteoartrite, espondilite anquilosante e doenças correlatas do tecido conectivo, gota aguda, lesão musculoesquelético.
Dor e inflamação de pós-operatório.
Dismenorréia primária e anexite.
Síndromes dolorosas diversas, como:
nevralgia cérvico-braquial, cervicalgia, lombalgia, ciática, etc.

Adjuvante no tratamento da dor e inflamação na faringo-amigdalite, sinusites e otites.

Efeitos Colaterais de Tenoxicam

Desconforto abdominal, anorexia, náusea, constipação, flatulência, diarréia, indigestão, sangramento gastrointestinal, perfuração e úlcera. Estomatite. Cefaléia, tonturas, sonolência, insônia, depressão, nervosismo, alucinações, alterações de humor, pesadelo, confusão mental, parestesia e vertigem. Broncoespasmo, urticária, angioedema, rash cutâneo, vasculite e doença do soro. Anemia, trombocitopenia e púrpura não trombocitopênica. Distúrbios hepáticos, incluindo icterícia e hepatite.

Como Usar (Posologia)

Adulto: 20mg a 40mg (IM, IV ou VO), 1 vez ao dia.

Contra-Indicações de Tenoxicam

Úlcera péptica ativa. Hemorragia gastrointestinal. Hipersensibilidade à droga e a outros antiinflamatórios não esteroidais. Gravidez e lactação. Crianças menores de 14 anos.

Precauções

Pacientes com distúrbios gastrointestinais ou com antecedentes de úlcera gástrica, doença de Crohn, distúrbios hematopoiéticos, afecções hepáticas, cardíacas ou renais graves.

Associado a diuréticos ou utilizado em pacientes com depleção do volume extracelular, aumenta o risco de insuficiência renal.

Pode inibir temporariamente a agregação plaquetária.

Modo de Uso (Posologia) de Tenoxicam

Adulto: 20mg a 40mg (IM, IV ou VO), 1 vez ao dia.

Forma(s) Farmacêutica(s)

1) Comprimido Revestido 20 mg ( Apotex, Natures Plus, Ranbaxy )
2) Pó Liofilizado para Solução Injetável 20 mg; 40 mg ( Eurofarma )

Interações

Aumenta o risco de ulceração e hemorragia gastrointestinal quando associado a outros antiinflamatórios não esteroidais e altas doses de salicilatos.

Anticoagulantes orais, heparina, pentoxifilina, ticlopidina, cimetidina e probenecida aumentam o risco hemorrágico. Podem elevar o efeito/toxicidade do metotrexato, ciclosporina, digoxina, insulina, sulfoniluréias, lítio, diuréticos poupadores de potássio, aspirina e warfarina. Reduz os efeitos de diuréticos e de anti-hipertensivos.

Laboratórios

Apotex, Eurofarma, Natures Plus, Ranbaxy

Bula - Propofol

Marcadores:

Indicações de Propofol

Indução e manutenção de anestesia geral. Sedação.

Efeitos Colaterais de Propofol

Dor no local da injeção. Reações de hipersensibilidade. Convulsões e recuperação pós-anestésica lenta. Bradicardia, ocasionalmente profunda.

Como Usar (Posologia)

Dose de indução: 1,5mg a 2,5mg/kg IV, administrados numa taxa de 20mg a 40mg a cada 10 segundos. Crianças acima de 1 mês, administrar lentamente até obter resposta anestésica.

Dose de manutenção: 25mg a 50mg IV, repetidos de acordo com a resposta do paciente; ou 4mg a 12mg/kg/h, por infusão venosa. Crianças acima de 3 anos: 9mg a 15mg/kg/h.

Dose de sedação em UTI: 0,3mg a 4mg/kg/h administrados por infusão. Não é recomendado em pacientes abaixo de 16 anos.

Dose de sedação cirúrgica ou procedimentos diagnósticos: 0,5mg a 1mg/kg IV, administrado durante 1 a 5 minutos. Manutenção da sedação: 1,5mg a 4,5mg/kg, administrados por infusão. Adicionalmente 10mg a 20mg, administrados por infusão, se for necessária uma rápida sedação.

Contra-Indicações de Propofol

Hipersensibilidade ao fármaco ou aos componentes da emulsão.

Quando não for possível manter as vias aéreas pérvias (tumor da laringe ou faringe, por ex.).

Gravidez. Lactação.

Precauções

Usar com extrema cautela em cirurgias da boca, faringe, laringe, idosos, pacientes com insuficiência circulatória aguda, fração de ejeção

Modo de Uso (Posologia) de Propofol

Dose de indução: 1,5mg a 2,5mg/kg IV, administrados numa taxa de 20mg a 40mg a cada 10 segundos. Crianças acima de 1 mês, administrar lentamente até obter resposta anestésica.

Dose de manutenção: 25mg a 50mg IV, repetidos de acordo com a resposta do paciente; ou 4mg a 12mg/kg/h, por infusão venosa. Crianças acima de 3 anos: 9mg a 15mg/kg/h.

Dose de sedação em UTI: 0,3mg a 4mg/kg/h administrados por infusão. Não é recomendado em pacientes abaixo de 16 anos.

Dose de sedação cirúrgica ou procedimentos diagnósticos: 0,5mg a 1mg/kg IV, administrado durante 1 a 5 minutos. Manutenção da sedação: 1,5mg a 4,5mg/kg, administrados por infusão. Adicionalmente 10mg a 20mg, administrados por infusão, se for necessária uma rápida sedação.

Forma(s) Farmacêutica(s)

1) Emulsão Injetável 10 mg/ml ( Abbott )

Interações

Efeitos cardiovasculares e depressor do sistema nervoso central potencializados por outros sedativos, narcóticos, anestésicos e anti-hipertensivos.

Laboratórios

Abbott